Solidão

Estou apaixonado
E resolvi me declarar
A todos…

Sim, estou amando
E o nome dela é Solidão
Aprendi a amá-la
Decidi valorizar quem tenho
E vi o quanto a amo
Com um amor que nunca antes senti
Como se depois de anos eu percebesse ao meu lado
Quem sempre gostou de mim
Ela sempre me desejou

Mas hoje tenho vergonha dela
Da forma como a tratei
Ela querendo ficar comigo
Insistente, persistente
Apesar do meu desprezo
Sempre ficou por perto
À espera

Lembro-me do dia em que ela se foi
Excedi-me e a expulsei
Conheci outra: a Esperança
Resolvi viver com ela
Deitamo-nos juntos
E fizemos Amor

Mas a Solidão voltou
E a saudade acendeu a chama
Traí a Esperança
Nos braços da Solidão
Voltamos a dormir juntos
Enfim a aceitei
Apaixonado, acatei o seu pedido
E vamos nos casar
Jurei a ela fidelidade

Agora, só a troco por outra
Única, aguardada, especial
Se ela aparecer em minha vida
Não resistirei, reconheço
Abandonarei, novamente, a Solidão

Mas essa outra só vem quando quer
É ela quem chama, convida
Acho que a fama lhe subiu à cabeça
E temos sempre que esperá-la
E eu a aguardo

Estou deitado com a Solidão
Até que a Morte venha!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s